Existe uma história de uma música perdida de Tim Maia, que teria sido feita a partir de uma letra dele barrada na censura chamada Anistia (Uma questão de Amor). A escritura da poesia em questão foi barrada em 1978, e muitos passaram a acreditar que aquela música existia e fora gravada.

Porém, não há nenhuma prova de que essa letra (que não tinha a cara do Síndico) incorporava uma canção, que se alegava ser uma referência e uma homenagem à Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil. Porém, muitos acreditam que essa letra foi só uma estratégia de Tim para burlar a cobrança de um produtor fonográfico, e que a música é uma lenda.