A Boiúna, de boi (cobra) e una (negra), é uma cobra de tamanho imensurável. Tem olhos que “alumiam” feito tochas e ao passar pelos rios e igarapés derruba embarcações e devora crianças ou adultos que se banham nas margens. O povo paraense acredita que a Boiúna vive adormecida na cidade de Belém, entre a Cidade Velha e o bairro de Nazaré. E, quando ela acordar, irá afundar toda a cidade com seu movimento. Ao rastejar, a Boiúna vai deixando sulcos onde se formam novos igarapés. Vamos torcer para que ela nunca acorde – caso contrário, adeus bela Belém.

© obvious: http://obviousmag.org/archives/2012/02/fantasia_misturada_a_realidade_com.html#ixzz6qXvrQ7CI
Follow us: @obvious on Twitter | obviousmagazine on Facebook