Provavelmente a lenda indígena mais antiga do Brasil, tendo inclusive sido descrita por José de Anchieta em 1560, a história do Boitatá conta sobra uma cobra de fogo que protege e mata quem desrespeita os animais e as florestas. Apesar de ser feita de fogo, com grandes olhos, a tal cobrona vive no fundo dos rios à espera de entrar em ação.

A origem do Boitatá provavelmente está no fenômeno do fogo-fátuo, que ocorre em pântanos e brejos quando faíscas e lampejos emanam das águas por conto do metano dos leitos. Voltando à lenda, dizem que, caso o Boitatá não te mate queimado, ele é capaz de te deixar louco ou cego caso olhe diretamente em seus olhos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCurupira
Próximo artigoBoto e Iara