A lenda de Kuchisake-onna fala sobre uma mulher que anda nas ruas desertas à noite com um casaco e uma máscara cirúrgica cobrindo a boca. Assim que se aproxima de quem passa sozinho, ela pergunta: “Eu sou bonita?”. Se a resposta for “não”, ela simplesmente mata a pessoa usando um par de tesouras. Agora, se for “sim” chega a parte mais assustadora – ela tira a máscara e revela sua boca deformada, cortada quase até as orelhas. Então, pergunta novamente. Se a resposta for “não” – adivinha! –, a pessoa morre cortada pela metade. Se for sim, a pessoa segue a vida tranquilamente… Só que não! Ela corta a boca da vítima exatamente como a sua.

Uma lenda parecida está registrada num livro de histórias japonês do período Edo (que abriga entre os anos de 1603 e 1868). Ela pode ser a origem da versão moderna.

4) Phi Tai Hong – Tailândia Os Phi Tai Hong são espíritos tailandeses que foram mortos de forma brutal ou não receberam os rituais necessários de sepultamento. Essas almas ficam na Terra para assombrar os vivos, normalmente sendo encontradas em áreas de conflitos, catástrofes ou com muitas mortes em sequência. Um dos espíritos mais comuns é o da mulher que morre grávida, tendo a sua força somada à do seu filho.

As assombrações preferem aterrorizar jovens nas proximidades do local onde foram enterradas. Suas vítimas são amaldiçoadas, ficando doentes ou morrendo logo após passar ao lado de um Phi Tai Hong.