Alguns dizem que ele tem parentesco com o Pé-Grande, visto nas florestas dos Estados Unidos, ou o Abominável Homem das Neves, que viveria no monte Himalaia, no Nepal. O Pai da Mata seria um gigante peludo, forte e alto, com capacidade de agitar as árvores mais grossas e velhas. Além de andar sobre duas pernas como o ser humano e possuir garras pontudas e presas afiadas, dentro de uma boca enorme. Essa misteriosa criatura habitaria na Zona da Mata Sul do Estado, na companhia de caititus e queixadas, espécies de porcos selvagens. A sua grande ira se volta contra os caçadores. Há quem diga que o ser se mantém escondido  nos matagais mais sombrios e longe da civilização. Porém, quando anda pelo seu reino, o Pai da Mata solta gritos estrondosos e gargalhadas horripilantes. Desavisados amantes de trilhas podem ter surpresas em seus caminhos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA mulher emparedada
Próximo artigoA missa dos Mortos